Pesquisa

quarta-feira, 4 de maio de 2011

O MÊS DE IYAR Touro na Bolha


O MÊS DE IYAR Touro na Bolha Iyar é o segundo mês do ano hebraico, e geralmente ocorre em abril ou maio no calendário gregoriano.

Regido pelo planeta Vênus, a deusa romana do amor e da beleza, Iyar tem o apelido de Mês da Luz.
As letras hebraicas que nos conectam com os aspectos positivos de Iyar são o Vav, que criou o signo de Touro, e o Pei, que criou o planeta Vênus.

Juntas, essas letras nos dizem que durante o mês de Iyar a força de julgamento está presente no universo.
Luz e julgamento. Como essas duas influências estão relacionadas?

Como podemos melhor tomar vantagem das possibilidades que este mês oferece?
Como primeiro passo para entender os pontos fortes e fracos daqueles nascidos sob a influência de Touro, vamos imaginar um touro pastando satisfeito em seu próprio pequeno prado, num vale ensolarado rodeado por montanhas.

Ao que ele saiba, seu lindo pradozinho continua para sempre.

Ele não vê nenhuma cerca de onde está, e simplesmente assume que não há cercas em lugar nenhum.

A vida parece boa onde ele está, e ele imagina que é boa em todos os lugares.

Além disso, para que procurar confusão?

Não faça ondas, este é seu lema.

Viva e deixe viver.

As coisas dão sempre certo no final.
Ele então cuida de sua própria vida e continua pastando, satisfeito com as cartas que vieram para ele.

É leal, consistente, paciente, tolerante, obediente à lei, amigável, confiável, não julgador, e, ora bolas, tem uma aparência bastante boa.

O que mais poderia pedir de si mesmo?
Boa pergunta.

O que mais poderia pedir de si mesmo?

Vamos ver.

Para a maioria de nós, o mundo é uma tal colcha de retalhos de bem e mal, sucesso e fracasso, escuridão e luz, beleza e feiúra, que quando vemos personalidades como a do touro, ficamos tentados a deixá-las a sós em sua felicidade confortável, prazenteira.

E é exatamente isto que a maioria dos taurinos preferiria.

Eles não querem ser mudados.

Não querem ser incomodados.

Não querem nem se mexer!
E é fácil ver o porquê.

A Luz é muito quente em suas costas.

O mundo onde os taurinos vivem está banhado de Luz.

Vênus, que rege Touro, é chamado em hebraico de Noga.

Noga significa Luz.
Para os taurinos, a Luz está em toda parte — uma Luz linda, deslumbrante, mas algumas vezes ofuscante.

Por causa disso, eles tendem a ser eternos otimistas.

Aconteça o que acontecer, eles focam no positivo e ignoram o negativo.

Nada parece incomodá-los.

Eles se recusam a atribuir a alguém más intenções.

Confrontados com uma situação desagradável, não é incomum que os taurinos reajam com indiferença.

A própria situação se corrigirá — a Luz cuidará disso.

Por essa razão, freqüentemente parece que falta aos taurinos ambição, iniciativa e imaginação.

Mas não é que eles não possuam esses atributos, eles simplesmente não vêem nenhum motivo para utilizá-los.

Devido à abundância de Luz em suas vidas, os taurinos podem ficar complacentes, satisfeitos consigo próprios e convencidos.

Eles estão confortáveis exatamente onde estão.
Os taurinos freqüentemente parecem imponentes, e geralmente são corpulentos.

Mas seus pescoços são seus pontos fracos: são suscetíveis a inflamações da garganta, amigdalites, ou outras doenças específicas dessa área do corpo.

O peso físico dos taurinos é geralmente também refletido em suas personalidades: são dóceis, plácidos e bastante teimosos.

Suas reações são sempre medidas; não entram facilmente em pânico e raramente perdem a calma. Até mesmo sua felicidade é expressa numa forma contida.
Os taurinos amam o conforto.

Suas casas, seus parceiros, suas posses, tudo isso é precioso para eles.

Adquirir e manter essas coisas é uma das maneiras como eles expressam seu
poder.

Para manter tudo isso intacto, eles podem desculpar ou ignorar qualquer desprezo, insulto ou desagrado.

Alguns taurinos irão "tocar violino enquanto Roma arde em chamas" e não percebem nem mesmo a evidência mais incontroversa do desastre iminente.

Eles se colocam numa bolha protetora de conforto e Luz, intocados e não movidos pelos aspectos negativos do mundo.

Em termos cabalísticos, os taurinos podem usar a Luz para deliberadamente ficar no escuro.

São como crianças que se escondem debaixo de um cobertor de segurança onde se sentem seguras, quentes e cômodas.

Quando isso acontece, a vida tranqüila e livre é descrita de forma mais acurada como estagnada e isolada do mundo.

A vida na bolha é segura e confortável, mas é inconsciente em todos os sentidos da palavra — adormecida, desacordada, no piloto automático.

Felizmente, há outro aspecto para essa luz confortável de Vênus.

Os taurinos em particular podem usar esse aspecto para permanecer conscientes, em contato com o mundo, vigorosos e cheios de vida.
O aspecto é o julgamento.

O julgamento é a chave.

Lembre-se: Cada configuração astrológica, cada mês do ano, cada signo do zodíaco bloqueia a maior parte da Luz, mas permite que uma porção segura dela passe para nós aqui no mundo
físico.

As características da porção da Luz que recebemos são diferentes para cada mês/signo.
Vamos ver se podemos identificar as características da Luz que Vênus/Iyar permite passar.

Vênus é o único dos planetas internos que gira no sentido horário.

De acordo com a Cabala, qualquer expressão visível no mundo físico é o resultado de uma energia espiritual nos mundos ocultos acima de nós.

Então, o movimento incomum de Vênus resulta de um tipo de energia espiritual diferente do de todos os outros planetas.
Especificamente, Vênus se move da esquerda para a direita porque se move de uma energia espiritual de julgamento para uma energia espiritual de misericórdia.
O que isso significa?

Significa que o Julgamento é a Luz pedindo para ser revelada.

Em outras palavras, Iyar, o Mês da Luz, é uma oportunidade de descobrir, através do uso de nosso julgamento, algo que era anteriormente desconhecido por nós.
Para os taurinos em particular, isso significa que há escolhas — julgamentos — a serem feitas.

Sua percepção de que "tudo dá certo no final" é verdadeira, porém os taurinos precisam aprender que essa verdade misericordiosa não é completamente revelada em nosso mundo físico.

A humanidade precisa se esforçar muito para retirar as várias cortinas de escuridão e permitir que a Luz passe e ilumine.

O touro precisa deixar sua bolha, precisa se tornar proativo, precisa fazer julgamentos, precisa escolher o bem e não o mal.
A mesmíssima Luz que aquece suas costas dá a ele as ferramentas para confrontar o mundo, não para se esconder dele, para se envolver mais com o mundo, não menos.

Qualquer um de nós pode simplesmente aceitar as bênçãos da Luz e Receber Somente para Si Mesmo.

Mas por esse caminho nos tornamos complacentes, defensivos, insulares, reativos, auto-satisfeitos, e, no final das contas, tomados por um medo de qualquer mudança.
Ou podemos tomar vantagem da força de julgamento presente durante este mês/signo, nos engajarmos com o mundo e descobrirmos o que era anteriormente desconhecido para nós.

Podemos transformar nosso Desejo de Receber Somente para Si Mesmo num Desejo de Receber para Compartilhar.

Podemos emergir de nossa bolha e ver o mundo pelo que ele é, fazer julgamentos, entrar em ação e ser sensíveis aos outros.

Podemos nos engajar no mundo e em todos os seus problemas, mesmo se isto significa perder parte de nossa paz e tranqüilidade.

Podemos nos arriscar a mudar, sem medo.
Esta é uma das correções mais difíceis a fazer.


SE SEU TIKUN É EM TOURO...

Quem tem seu Tikun em Touro foi Escorpião numa encarnação anterior.

Escorpião é o signo da autodestruição.

Nesta vida é provável que o obstáculo de uma natureza autodestrutiva permaneça para ser superado.

Em algum ponto nesta vida ou numa vida passada você provavelmente foi vítima de alguma injustiça deliberada.

Você pode ter sido roubado ou expulso de sua casa.

Como resultado, carrega sentimentos de raiva e desconfiança. Você pode fazer esforços extraordinários para segurar suas posses quando sente, acertadamente ou não, que alguém está a ponto de tirá-las de você. 

Você preferiria destruir seus próprios pertences do que vê-los caindo nas mãos de outras pessoas.

Isto pode se aplicar a posses materiais ou relacionamentos.

O medo de repetir sua vida passada pode dificultar seu crescimento nesta vida.

Apesar dessa tendência autodestrutiva, seu comportamento social é amigável e espontâneo.

Embora continue sendo um rebelde no coração, nesta vida você está constrangido por sua própria ansiedade.

Seus poderes paranormais nem sempre foram usados de maneira positiva mas, desta vez, esses dons irão lhe ser úteis para atingir níveis elevados de consciência, desde que sejam usados a serviço dos outros e voltados para objetivos mais construtivos.

O Tikun em Touro também revela um indivíduo cuja atitude perante o sexo é relativamente desequilibrada.

Você é arrebatado por um grande apetite sexual que causou muitas convulsões em sua vida, traços das quais ainda podem ser encontrados em sua vida atual.
Para evitar revisitar as situações que experimentou como Escorpião, você deve superar medos residuais, desconfiança e raiva.

Para alcançar isso, seu Tikun lhe dá como direção os aspectos positivos da Luz de Touro:
apreciar a beleza e os prazeres desta vida e, ao fazê-lo, expulsar medo, desconfiança e raiva.

Esta nova abordagem ao mundo lhe permitirá expressar a si mesmo sem a ansiedade induzida pelo medo de perder suas posses.

A Luz de Touro é uma bênção que lhe dará abertura para as maravilhas deste mundo.

Permitir que a Luz de Touro entre, empurra a escuridão de Escorpião para fora.

Se você tem sucesso em quebrar esse envelope de "Escorpião", pode transformar sua necessidade de gratificação imediata num verdadeiro dom para a generosidade, que o levará a chegar perto de uma correção total: o amor divino. Isso lhe permitirá transformar sua beligerância reativa numa serenidade proativa.

Por desfrutar a vida, você pode renová-la e aproveitá-la.

Seus antigos tormentos serão acalmados pela sua recém-encontrada paz.


Fonte: Astrologia Cabalística e o sentido de nossas vidas - Rav Philip S Berg

Shalom...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica