Pesquisa

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Reflexões... Sagitário simboliza a Grandiosa Verdade apontada pela flecha.


Reflexões Sobre o Nono Trabalho
O nono Trabalho nos aprofunda no conhecimento e desenvolvimento do Som, que é o Verbo, que nos leva à Verdade.
Os próximos quatro Trabalhos serão de caráter mais sutil, de modo que é aconselhável que aqueles que ainda não conseguiram absorver alguns dos aspectos dos Trabalhos anteriores deveriam continuar mais algum tempo a praticá-lo antes de começar o nono.
Os quatro primeiros Trabalhos se caracterizaram por atuarem na formação e desenvolvimento dos corpos do homem: o corpo mental, o emocional, o físico e o intuitivo.
Os quatro seguintes, na tentativa de resolução dos conflitos humanos que culminaram no oitavo quando nos é proposto resolver o pântano do subconsciente. Essa resolução atinge o auge quando se elevou a Hidra no oitavo Trabalho onde o material espúrio ali contido foi purificado.
E agora, nos quatro próximos, prepara-se o destino espiritual do homem. Já agora no nono, a elevação é fundamental para se perceber a Verdade e emitir o som adequado. Observemos que apesar de também haver um pântano no mito, o herói não necessita fazer movimento ascencional para escapar da sujeira, mas apenas ficar em silêncio e intuir. Por isso, é necessário que o ensinamento do oitavo Trabalho já tenha sido absorvido pelo estudante.
O primeiro, o quinto e agora, o nono Trabalho também guardam relação entre si. Os três trabalham aspectos do plano mental, cada um num determinado nível de amplitude. No primeiro enfoca-se a mente inferior, no quinto, a mente superior e no nono, a Mente Universal.
Notemos que os pássaros ameaçam com seu coro de vozes dissonantes, barulhentas. Atitude correspondente aos nossos pensamentos maledicentes e nossas falas supérfluas e geradoras de intrigas. A saída é encontrada no silêncio que Hércules assume antes de perceber que um som supra-humano de címbalos é capaz de desvitalizar a dissonância dos pássaros.
A humildade também é chave neste momento pois, sem ela, não há como reconhecer a Grande Verdade. A humildade também é requisito fundamental para perceber que a Verdade se encontra distribuída na multiplicidade das formas, de modo que cada ser possui também uma parte dela. O estudante pode pesquisar esse material em cada ser com quem se relaciona, respeitosamente. A maioria dos conflitos humanos seria resolvida com essa proposição. O herói torna-se inofensivo. Lembremos que inofensividade não significa submissão assim como silêncio não é mutismo. Silêncio é o som da Verdade e inofensividade requer grande determinação.
Sagitário, signo correspondente, é representado por um centauro com arco e flecha. A flecha que aponta a direção e esta direção é a luz como nos ensina o mito. Ao seguirmos esta direção proposta, encontraremos a Verdade libertadora. Júpiter rege Sagitário e simboliza a Grandiosa Verdade apontada pela flecha.
A aplicação prática sugerida propõe a busca da verdade por meio da identificação das orientações, das setas da vida. Procurar, com atenta observação externa e interna, o caminho para onde a vida quer nos levar e usar o silêncio e o som para empreendê-lo. Silêncio, ou som sintético, nos orientam para uma economia de palavras desenvolvendo a objetividade na fala e na atitude, o que nos protege dos desvios indesejados do caminho.
A oração pela aspiração para que a verdade de nossa vida nos seja mostrada são essenciais.
Silêncio e som. Som como silêncio na medida certa e sábia, ou a utilização da palavra justa, da manifestação da verdade através das palavras. O Verbo na fala. Purificamos a qualidade do som à medida que buscamos a Verdade.
http://reocities.com/HotSprings/9292/reflex9.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica