Pesquisa

sábado, 30 de março de 2013

Hermosa Canção ...O Condor Passa - (El Condor Pasa) em Português

A presença do Condor



http://panhuasca.org.br/spa/?page_id=317&lang=pt
Os condores preferem viver nas altas montanhas, voar nos céus acima das cordilheiras. Simbolizam a mais alta elevação, acima das limitações e obstáculos e são, por excelência, o símbolo do transpessoal, integrando a sabedoria dos que já morreram, dos que não tem ego. Eles são o símbolo da ascensão espiritual, da comunicação com o sutil, a representação alada da Ayahuasca. O condor é o símbolo do poder criador, a encarnação da filosofia perene; o seu vôo majestoso aponta para o processo mesmo da vida, da eternidade criadora, cujas obras, sempre vivas, são feitas de nascimentos e mortas. A águia é símbolo solar, mas o olho do condor é o sol; ele simboliza a luz oculta do grande vazio, é o mestre do tempo, dos trovões e relâmpagos, da sabedoria, da nova visão, da profecia, da iluminação.

O condor é com certeza o rei das alturas mas, ultimamente, é um servidor, um simples jardineiro, o instrumento da arte da renovação, da limpeza e purificação; novas produções necessitam novos espaços, fertilizam-se na desintegração do passado. Sabedoria, prudência, calma, ponderação, visão, intuição, profecia, são os atributos do símbolo mensageiro do divino.


 
O Condor Passa - (El Condor Pasa)

Letra: Maria Raquel de Oliveira Souza
Versão em Português: Paulino Carrasco: Voz, arranjos, instrumentais.

Música de Daniel Alomía Robles (Peru -- 1913). Foi registrada legalmente em 1933 e declarada como Patrimônio Cultural da Nação em 2004. (Wikipedia).

Uma homenagem pelos cem anos dessa imortal e encantadora melodia.

Peru - Brasil
 
 


O Condor Passa...

Desponta entre nuvens lá no céu
Majestoso, tão formoso
Voa o condor

Desliza tão sereno nas alturas
A saudar, ao bailar
De suas penas

Contempla no alto dos mirantes
É o guardião dos visitantes
Gigante e belo inebria
O alvorecer
De todo dia!...
Com alegria...

Quando passa, seu encanto estremece
De emoção, contagia
A criação

Orgulho dos nativos viverá
Sem limites de fronteiras
Seguro reinará...

O sol aquece o seu ninho
A lua guarda
O seu sono
Os céus te servem de caminho
E os seus rumos
São os montes
Montes andinos...

Um dia ele voltará, também aqui, pra este lugar
Virá dentro de um sonho azul
Minas Gerais o acolherá
Tranqüilo cantará
O condor.

Maria Elisete Shalom...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica