Pesquisa

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

YOGA NA TERCEIRA IDADE

J
uliana de Sá Cyrillo Alves



"Saúde no jovem, obra da natureza. Saúde no idoso, obra de arte." - Hermógenes


Excluir comentário Na Antiguidade o estado de velhice era considerado altamente significativo e todo aquele que atingia essa etapa era acatado como um sábio.
Na velhice, é comum observarmos um isolamento social, pessimismo face à existência, passividade e queixas somáticas variadas.

Para muitos idosos, a vivência do seu mundo psicológico se torna mais difícil.

Contribui para esse retrato questões como viuvez, aposentadoria e outras perdas que antes preenchiam e davam sentido às vidas daqueles que ingressavam na terceira idade.

Em relação ao seu corpo, o idoso apresenta uma tendência a ter problemas posturais, rigidez nas suas articulações, comprometimento da sua coordenação motora, fatores que podem aumentar suas tensões físicas e psíquicas. Há uma perda do diálogo harmonioso com o corpo.
Na cultura ocidental, muitos desses sintomas ficam mascarados como sendo parte natural do envelhecimento.

Mas, nas sociedades orientais, onde o idoso é valorizado pela sua experiência de vida e de onde o Yoga se origina, a atividade física é recomendada.

Procura-se com ela eliminar a ociosidade e estimular o indivíduo nas atividades do dia-a-dia, contribuindo para a liberação das tensões e estados de insegurança por meio da aquisição de novos valores, despertando sua auto-estima e promovendo sua reintegração ao meio.

No envelhecimento do organismo, os idosos tendem a conviver com uma diminuição da massa muscular e óssea, levando a perdas importantes de água e minerais, com o aumento do tecido adiposo.

As principais conseqüências funcionais são:

- Diminuição dos níveis de força
- Diminuição da potência aeróbica máxima.
- Diminuição dos níveis de flexibilidade.
- Diminuição do equilíbrio
- Aumento da incidência de quedas com conseqüentes fraturas.
Para minimizar os prejuízos associados ao avanço da idade, a pratica do Yoga, é realmente possível e importante para conservar, restituir e proporcionar saúde física, mental, emocional e espiritual ao indivíduo.

O Yoga se caracteriza por lentidão, moderação, brandura e suavidade; seus movimentos são calmos e harmoniosos como o desabrochar de uma flor.

Por meio de suas técnicas capta energia do universo, armazena e a põe para circular no corpo inteiro.

Trabalha também com os sistemas respiratório, cardiovascular, nervoso, digestivo e glandular, ativando-os.

A chave do rejuvenescimento e de poder desfrutar uma vida plena e feliz é perdermos o negativismo, despertarmos para a responsabilidade em relação à nossa saúde física e mental.
Ao refletirmos em todas essas questões em relação ao momento do ciclo vital que chamamos de envelhecimento, Deepak Chopra (1996), sugere algumas chaves para o bem estar e a manutenção da dignidade nessa fase da vida:

- Ouça a sabedoria do seu corpo
-
 Viva no presente
- Aproveite algum tempo para ficar em silêncio, para meditar
- Renuncie à necessidade de aprovação externa
- Quando se descobrir reagindo com raiva, acredite que só está lutando consigo mesmo.
- Saiba que o mundo "lá de fora" reflete a sua realidade "aqui dentro".
- Livre-se do fardo do julgamento.
- Não contamine seu corpo com toxinas.
- Substitua comportamento motivado pelo medo, por amor.
- Compreenda que o mundo físico é apenas um espelho de uma inteligência mais profunda.


Referências Bibliográficas:
CHOPRA, D. ; Corpo sem idade, mente sem fronteiras: a alternativa quântica para o envelhecimento, Editora Rocco, 1996, Rio de Janeiro.
ESTEVES, B.; Yoga para terceira idade, Editora Ícone, 1991, São Paulo.
HERMÒGENES, J.; Saúde na terceira idade, Record,1996, Rio de Janeiro.
RAUCHBACH, R.; A atividade física para a 3o idade, Editora Lovise,1990, Curitiba.
Revista Informe Phorte - outubro - março/ 2007-2008/ ano 10 n: 22 - O Papel da atividade física e/ou Exercício Físico nas alterações morfológicas e funcionais ocorridas, com o Envelhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica