Pesquisa

terça-feira, 16 de junho de 2015

Perfume em o Cântico dos Cânticos


Perfume em o Cântico dos Cânticos
Noiva: Deixe-o beijar-me com os beijos de sua boca.O seu amor é mais agradável que o vinho; delicada é a fragrância de seu perfume,o seu nome é um óleo derramado, e é por isso que as virgens o amam.
Arraste-me em suas pegadas, vamos correr.
O Rei trouxe-me aos seus aposentos;
Você será nossa alegria e nossa satisfação. Deveremos exaltar o seu amor acima do vinho; como é justo amá-lo.
Analisaremos hoje a palavra perfume, inserida na frase: “delicada é a fragrância de seu perfume”.


O Perfume
Perfume é algo que sempre fascinou o ser humano. Uma das razões desse fascínio é que, por ser aspirado pelas narinas, vai direto aos pulmões que, por sua vez, envolvem o coração. De uma maneira misteriosa, o perfume leva uma vibração etérea ao nosso peito, que abriga o sentimento. Por isso, o perfume está diretamente ligado à nossa alma.
A alma pode exalar o perfume da alegria, da leveza, da compaixão, da força serena de quem recebe os golpes da vida com um sorriso. Pode exalar o perfume do Amor que tudo abraça ou pode emitir o odor desagradável da raiva, do ciúme, da inveja e da competitividade.
O Cântico dos Cânticos celebra o mais fino dos perfumes que é o perfume do Amor. Celebra, antes de tudo, o Amor pelo Ser, pelo privilégio de existirmos neste planeta, neste Universo magnífico. Amar o Universo que nos envolve, é pressentir algo que é invisível para os olhos, mas que um olfato refinado pode captar em momentos privilegiados: o perfume do Divino.

O Cântico dos Cânticos O Prólogo do Cântico dos Cânticos (1:2-4) diz:
A Noiva:

Deixe-o beijar-me com os beijos de sua boca.O seu amor é mais agradável que o vinho;delicada é a fragrância de seu perfume,o seu nome é um óleo derramado, e é por isso que as virgens o amam.Arraste-me em suas pegadas, vamos correr.O Rei trouxe-me aos seus aposentos;Você será nossa alegria e nossa satisfação.Deveremos exaltar o seu amor acima do vinho;como é justo amá-lo.

O perfume é a quintessência da natureza.

Na verdade, é extraído da alma da natureza, de sua parte invisível.

É como se as essências aromáticas sintetizassem, em suas fragrâncias, os mistérios de nossa grande Mãe. Por isso, ao deslizar por nosso olfato, o perfume nos encanta e nos eleva. Sem percebê-lo claramente, somos conduzidos, num átimo, a um outro mundo, a uma outra dimensão.
Esse curtíssimo espaço de tempo deixa uma marca em cada um de nós, uma impressão que toca aquilo que, em nós, é tão invisível quanto o perfume, mas tão sensível quanto ele ─ a nossa Alma, o nosso sentimento.

O sentido do perfume que aparece no Cântico dos Cânticos é, pois, o de instrumento de transporte para o mundo da nossa essência, para o mundo do nosso coração.
Todos nós ansiamos por levar uma vida menos mesquinha, menos agressiva, uma vida mais ampla, mais plena.


O perfume de que fala o Cântico dos Cânticos é um símbolo usado para nos indicar o caminho para a plenitude com a qual sonhamos, pois nos comprova que, da mesma maneira que existem aromas invisíveis que nos deliciam, existe algo invisível em cada um de nós que nos delicia ─ a nossa Alma, a fonte de todos os encantos.- por PAULO A. S. RAFUL -



Maria Elisete Shalom...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica