Pesquisa

segunda-feira, 19 de junho de 2017

O Grande Espelho da Fumaça!

Imagem relacionada



Esse texto é bem profundo e pede reflexão, é um trecho de um livro escrito por Jamie Sams, profunda conhecedora do xamanismo e membro da comunidade indígena da América do Norte.
"Esse livro inspira-se na força e na beleza da tradição espiritual dos índios da America do Norte, onde a atenta observação da natureza é regra de vida que se cumpre com amor e alegria. É baseado num sistema de conhecimento que destila a sabedoria essencial da doutrina sagrada de muitas tradições tribais*, que revelam-se a serviço da intensificação da autoconsciência e da mudança positiva.
*Nações como: Seneca, Asteca, Choctaw, Lakota, Maia, Yaqui, Paiute, Cheyenne, Kiowa, Iroquesa e Apache.

O Grande Espelho da Fumaça...

O grande espelho da fumaça é um ensinamento usado pelos Maias. Os Maias costumam dizer "eu sou o outro de você' ,desta maneira ressaltam que toda e qualquer forma de vida reflete outra forma de vida e que todas elas provêm da Fonte Oiginal.
O conceito de unidade serve para eliminar todos os tipos de ideias grandiosas e elitistas que evoluiram durante o decorrer dos tempos.
Se todos os homens olhassem pros outros seres como sendo o seu reflexo, como expressões únicas de si mesmo, nao teríamos mais base para que houvessem guerras ou discuções.
O grande espelho da fumaça nos fala dos reflexos do próprio Eu que enxergamos nos outros.
O grande espelho da fumaça, como ensinamento, permite que a cortina de fumaça das ilusões pessoais seja rasgada, quando o espelho, que está logo atrás da fumaça, reflete um raio de luz iluminador ou entao um lampejo de percepção pessoal. Neste momento aqueles que desejam olhar pra si mesmos conseguem enxergar a ilusão do seu mito pessoal.
Aquela parte do Ego que insite em ser a única existente acaba sendo estilhaçada pela descoberta de que qualquer forma de vida possui igual importancia e é indispensavel para o funcionamento harmonioso do Todo.
As críticas que fazemos às outras pessoas perdem o valor quando são examindas pela luz da verdadeira autoreflexão. Nós podemos até ter opiniões com relação as outras pessoas que continuam vivendo com suas próprias divisões internas, mas essas opiniões servem apenas como lembrete que dvemos lutar cada vez mais pela nossa integridade pessoal baseada em ideias de igualdade.
O ensinamento nativo americano no que concerne a "apontar o dedo para alguem" se aplica bastate bem para esse caso. Toda vez que apontamos o dedo para o outro , três outros dedos estao apontados para nós. No contexto do nosso assunto, esta lição parece dizer que os outros são meros reflexos de tudo aquilo que precisamos reconhcer em nós mesmos.
É da maior importancia desenvolver o sentimeneto de COMPAIXÃO pelos outros, por todos aqueles que ainda precisam aprender duras lições em seus caminhos pessoais.
A falta de compaixão resulta em frieza e numa dificuldade de perdoar que vai oprimindo o coração da pessoa.
A VIDA não encontra espaço para se expandir dentro de uma pessoa que não consegue perdoar os outros ou a si mesma.
Nestes nossos tempos de um novo despertar, alguns buscadores têm adotado expressões levianas, que só demonstram mesmo falta de compaixão, por exemplo, a expressão "Eles criaram a sua própria realidade" , quando é usada sem compreensão ou compaixão, reflete uma falta de evolução por parte de quem usa. Sempre que nos referimos a outras pessoas desta maneira dura e insensível, estamos, na verdade, agredindo um outro lado de nós mesmos. (Aqui cabe uma grande Reflexão!)
Os reflexos que não nos agradam (aqueles q nos perturbam) podem ser dignos adversários que nos ensinam a usar o nosso potencial e a crescer. Podemos aprender muito com os nossos próprios lados sombrios e com o dos outros, refletindo o nosso. O processo contínuo de tentativa e erro acaba nos ajudando a encontrar a verdadeira imagem do nosso Ser.
Estilhace todos os espelhos que insistem em valorizar sua auto-importancia, sua tristeza ou seu fracasso, para que vc consiga logo alcançar aquilo que realmente é importante na sua Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica