Pesquisa

sábado, 26 de dezembro de 2015

26 FRASES IMPACTANTES QUE MOSTRAM A DIFERENÇA ENTRE RELIGIÃO E ESPIRITUALIDADE


Religião e Espiritualidade parecem a mesma coisa, ou que são próximas. Mas na realidade, elas podem até serem completamente antagônicas.
Essas 26 frases de autor desconhecido nos dá uma visão bem interessante entre religião e espiritualidade.
E o que inspirou nossa capa foi o texto que também amamos

Buda não era Budista,
Jesus não era Cristão,
Krishna não era Vaishnava,
Maomé não era Islamita,
Eles eram professores que ensinavam AMOR.
AMOR era a religião de cada UM.

Você concorda com as frases? Se sim ou não deixe seu comentário abaixo do post para entendermos também sua visão.
Frases-7Frases-9Frases-8Frases-12Frases-11Frases-10Frases-15Frases-14Frases-13Frases-16Frases-18Frases-17Frases-24Frases-20Frases-19Frases-26Frases-22Frases-21
Frases-27Frases-23Frases-25
Frases-6Frases-5Frases-4
Frases-3Frases-2Frases-1


frase-dalai-lama-religiao-e-espiritualidadeFonteFrases

http://yogui.co/26-frases-impactantes-que-mostram-a-diferenca-entre-religiao-e-espiritualidade/

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

ENTENDENDO OS 72 NOMES DE DEUS

ENTENDENDO OS 72 NOMES DE DEUS

MOISÉS E O MAR VERMELHO

Para enterder os 72 Nomes de Deus devemos voltar em uma passagem bíblica muito conhecida, a abertura do Mar Vermelho, que foi a porta de entrada para a liberdade de um povo condenado à escravidão.

O personagem central é Moisés. Tudo nesta história possui um significado, uma lição de vida. O texto conta que quando um novo faraó subiu ao trono no Egito, há cerca de 3.500 anos, decretou que todo filho homem nascido de hebreus deveria ser morto.

A mãe de Moisés havia acabado de dar à luz e escondeu-o enquanto pôde. Mas quando percebeu que não seria mais possível ocultá-lo, deixou-o em uma pequena cesta às margens do rio Nilo. A filha do faraó encontrou o bebê e acabou criando-o com grande afeto, como se fosse seu próprio filho, com todo o conforto e acesso à educação.

Um dia, já crescido, Moisés resolveu sair do palácio e ver o que se passava fora dele e ao defender um escravo hebreu que era surrado violentamente por um egípcio, acabou matando o egípcio. E por isso teve que se afastar.

Durante o exílio, Moisés viveu em uma cidade vizinha. E foi lá que ele recebeu pela primeira vez a revelação de Deus. Moisés caminhava à luz do dia, em profundo estado meditativo, quando se deparou com uma sarça ardente. A sarça era um tipo de planta comum naquela região e um tipo de arbusto que pegava fogo com freqüência, devido ao forte calor. No entanto, o arbusto pegava fogo e jamais se consumia, mantendo-se ileso. E foi assim que Moisés pela primeira vez viu a face de Deus.

É interessante observar que a primeira revelação de Deus a Moisés se deu através de uma planta comum, em uma situação comum, quando ele olhava para baixo. Normalmente temos a idéia de que uma revelação de Deus deveria ser em uma grande aparição no céu, em uma noite magnífica. Mas Deus está em todo lugar, e para aquele que está preparado, tomado pela consciência da humildade, esta revelação pode vir a qualquer momento.

Naquele dia Moisés foi eleito para libertar os hebreus da escravidão. Ele questionou como poderia fazer aquilo, mas recebeu apenas como resposta do eterno: "Eu estarei contigo".E imbuído de confiança Moisés dirigiu-se ao faraó e por dez vezes pediu a libertação de seu povo. Mas o faraó jamais o atendia. E para cada negativa, uma diferente praga era enviada sobre aquela terra. 
Dez pragas relacionadas a cada uma das dez dimensões da árvore da vida.
O faraó mencionado no texto representa nosso ego exacerbado, que nos faz esquecer de que somos parte de um todo muito maior e nos impele no desejo de receber só para nós mesmos.
Foi então que, seiscentos mil hebreus partiram em retirada. No entanto, não tardou e o faraó, em um acesso de fúria, ordenou seus soldados a perseguirem os hebreus.

A Bíblia descreve então colunas de nuvens entre os hebreus. A palavra hebraica para nuvem é A V (letras ayin e beit). Como na língua hebraica as letras também representam números, esta palavra pode ser lida também como "72" (ayin = 70 e beit = 2). Descobriremos então que estas colunas eram, na verdade, os 72 nomes de Deus, poderosa ferramenta de meditação cabalística, que, usada por alguém como Moisés, poderia fazer qualquer milagre neste mundo.

E foi assim que Moisés "'abriu o mar". A tradução literal deste episódio revela que Moisés abriu o "mar do fim" (Iam Suf), que em hebraico é similar a dizer que ele abriu o "mundo infinito" (Ein Sof). Portanto, ele abriu naquele momento um receptor para o mundo infinito e nesta dimensão qualquer milagre é possível.
Embora repleto de parábolas, o significado mais profundo por trás de toda a história da travessia dos hebreus do Egito até a Terra Prometida se refere a uma situação de escravidão, à qual a grande maioria dos seres humanos está submetida.

Egito é uma palavra-código para um comportamento repetitivo e escravo, representado principalmente pelo desejo de receber só para si. É comum recebermos preciosos sinais do caminho que devemos tomar e, ainda assim, continuarmos a cair nas mesmas armadilhas, repetindo os mesmos padrões compulsivos, e nos afastando do caminho da luz.

Travessia do Deserto é o caminho longo, árduo e cheio de dificuldades que percorremos para sair deste estado de escravidão dos nossos egos e chegar a uma nova consciência.

Finalmente, a Terra Prometida, ou Sion, aponta para um estado elevado de consciência, no qual compreendemos o lugar que ocupamos na existência e atingimos a dimensão do amor. E neste estado não há espaço para o medo.

Mas esta história estava longe de acabar na abertura do mar, até porque fenômeno algum provoca uma real modificação na consciência das pessoas. Dias após um milagre que mudaria a história do mundo, a grande maioria do povo já estava insatisfeita, reclamando das condições do deserto, muitos questionando se a vida como escravos no Egito não era melhor.

Os hebreus caminhariam por quarenta anos no deserto. O número 40 aparece muitas vezes na Bíblia e se refere a uma maturidade necessária para se atingir o verdadeiro conhecimento. É preciso estar preparado para chegar à terra prometida. Na verdade podemos acessá-la a qualquer momento, mas para sustentá-la é necessário preparo.

Sair do mundo da escravidão significa mergulhar em um mundo desconhecido, para uma travessia muito longa e difícil, e somente com propósito e determinação podemos atravessar este deserto.

E é aqui que entra a Meditação nos 72 nomes de Deus.


O PROCESSO DE FORMAÇÃO DOS 72 NOMES
A tabela dos 72 nomes foi obtida pela permutação de três parágrafos da passagem citada acima, Êxodo 19; 20; 21.

PRIMEIRO VERSO

O anjo de Deus, que viajava adiante do exército de Israel, se retirou e se pôs atrás 
deles, o pilar de nuvem também se retirou de diante deles e se pôs atrás.


SEGUNDO VERSO

Ficando entre o campo dos egípcios e dos israelitas, assim havia nuvem e trevas
aquela noite, bloqueando toda visibilidade. Toda noite não puderam 
aproximar-se um do outro.


TERCEIRO VERSO

Moisés estendeu a mão sobre o mar. Durante toda noite, e Deus fez retirar o
mar por um forte de leste, transformando o mar em terra seca,
e as águas foram divididas.



CADA UM DOS 72 NOMES É OBTIDO DA SEGUINTE FORMA


A mesma fórmula é repetida 72 vezes, até que será formado o quadro completo dos 72 nomes de Deus. Para entender o processo pelo qual as 72 seqüências foram obtidas, é necessário que você fique atento ao fato de que na língua hebraica os textos são lidos da direita para a esquerda. No próximo quadro apresentaremos os 72 Nomes de Deus completo.



Bibliografia: THE 72 NAMES OF GOD - Yehudá Berg
O PODER DE REALIZAÇÃO DA CABALA - Ian Mecler
Tradução e Adaptação: Stéphanie Calderaro

http://www.conexaoamoreluz.com/2010/12/os-72-nomes-de-deus_16.html

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Deja que el amor abra tu corazon



“Quando o lótus espiritual do coração é nutrido pelo Amor, suas pétalas tornam-se brilhantes como o sol.” - Wagner Borges -



Namastê  Shalom...

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica