Pesquisa

domingo, 5 de maio de 2013

Sutra do Lótus

 
 



Clice no Capítulo e leia, medite, reflita e resignifique

Capítulo Um: Introdução
Capítulo Dois: Meios Hábeis
Capítulo Três: Metáforas e Parábolas
Capítulo Quatro: Fé e Compreensão
Capítulo Cinco: A Parábola das Ervas Medicinais
Capítulo Seis: Atribuição de Profecias
Capítulo Sete: A Parábola da Cidade Fantasma
Capítulo Oito: Profecia de Iluminação Para Quinhentos Discípulos
Capítulo Nove: Profecias Conferidas aos Aprendizes e Adeptos
Capítulo Dez: O Mestre da Lei
Capítulo Onze: O Aparecimento da Torre do Tesouro
Capítulo Doze: Devadatta
Capítulo Treze: Admoestação Para Abraçar o Sutra
Capítulo Catorze: Práticas Pacíficas
Capítulo Quinze: Emergindo da Terra
Capítulo Dezasseis: A Duração da Vida do Tathagata
Capítulo Dezassete: Distinção de Benefícios
Capítulo Dezoito: Os Benefícios da Alegre Aceitação
Capítulo Dezanove: Os Benefícios do Mestre da Lei
Capítulo Vinte: O Bodhisattva Sem Desprezo
Capítulo Vinte e Um: Os Poderes Místicos do Tathagata
Capítulo Vinte e Dois: Transmissão
Capítulo Vinte e Três: Os Feitos Passados do Bodhisattva Rei da Medicina (Bhaishagyarâga)
Capítulo Vinte e Quatro: O Bodhisattva Miozon (Gadvadasgara)
Capítulo Vinte e Cinco: A Passagem Universal do Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo (Avalokitesvara) - última revisão 10-11-2004
Capítulo Vinte e Sete: Os Actos Passados do Rei Adorno Maravilhoso
Capítulo Vinte e Oito: O Incentivo do Bodhisattva Universalmente Meritório (Samantabhadra)

http://budadharma.paginas.sapo.pt/sutra_lotus.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica