Pesquisa

sábado, 10 de maio de 2014

Uma Homenagem às Mães - Mãe, cresce em teu ventre um filho do Eterno

Uma Homenagem às Mães, Médiuns* da Vida

 - por Wagner Borges -

Mãe, cresce em teu ventre um filho do Eterno.

A energia se condensa em volta da estrelinha espiritual.

O azul do Céu se junta com o vermelho da Terra.

O teu ventre vira um sol, e tua aura fica tão linda!


Que o teu útero seja uma casa abençoada!

Que as luzes do universo iluminem o lar do teu bebê.

Que tu sintas a pulsação da vida chegando a ti.

Que tu recebas o filho como um presente da Presença**.

Que a história dele seja linda contigo.


Na linha do horizonte do céu de teu coração, brilha a aurora.

Em teu ventre, brilha o fogo estelar revestido de corpo da Terra.

Em teus olhos, o brilho da esperança e do amor.

Nos olhos do bebê, o brilho da vida florescendo na nova experiência.

Mãe, em teus olhos, e nos olhos do teu filho, o brilho da Presença.


Sabe, o Eterno cingiu espiritualmente tua fronte e disse:

“Querida, recebe uma de minhas estrelinhas, como se fosse tua.

Cuida dela com inteligência e carinho, sem deixares de ser tu mesma.

Ama-a e ajuda-a a crescer; mas sem que tu deixes de crescer também!

E não te esqueças: tu também és uma de minhas estrelinhas.

Tu eras menina; agora te tornastes mulher e mãe: percebes o ciclo da vida?

Por um tempo, minha estrelinha será tua; cuida dela como um presente.”



Mãe, tua tarefa não é fácil; mas os poetas e os espíritos te compreendem.

Eles percebem o presente que a Presença te deu. Eles vêem o brilho!

Eles conhecem tuas esperanças e teus sonhos, apenas pelo brilho do teu olhar.

Eles olham para o teu ventre e vêem o sol; olham para ti, e vêem a aurora.

Eles vêem tua fronte cingida pelo Eterno. Eles sabem de onde vem a estrelinha.


Sim, os poetas e os espíritos de luz conhecem o teu presente.

Por isso eles se uniram para te homenagear, sob a luz da Presença.

Tu agora és mais do que mulher: tu és mãe! Tem um sol no teu ventre!

Saibas disso, querida, e sejas feliz.


Que a luz ilumine a jornada de teu bebê pelos caminhos da vida.

Que o amor te dê forças e coragem para ajudá-lo nessa travessia.

Que tu sejas uma inspiração para ele.


E, não te esqueças: além de mãe, tu és mulher também!

Não cuides apenas dele; cuida de ti mesma; cresça junto!

O bebê é uma estrelinha do Todo; mas tu também és!


Que tu brilhes muito; que o bebê brilhe; que a vida floresça...

Em todos os brilhos, o brilho da Presença que está em tudo.



(Esses escritos são dedicados a todas as mães; pelas noites de sono mal dormidas; pelos seios rachados de tanto amamentar; pelo choro de preocupação; pela paciência de agüentar muitas pirraças; pela coragem de aceitar a tarefa de educar uma estrelinha da Presença como se fosse sua mesma; pela força de suportar o próprio ventre virar sol; pela decisão de permitir o desenvolvimento de mais uma vida em seu ser, mesmo à custa de tanto sacrifício.)



Vem surgindo um Novo Tempo, traz glórias do Divino
Mais Puros e Atentos nos tornamos Canais do Infinito

Mãe Divina eu quero ser um filho realizado
que é perante o seu Poder que me entrego pra ser libertado

Como um rio que corre para o mar, correntezas carregam o medo
Confiança para atravessar as fronteiras do Eu derradeiro

Não há desculpas para se escorar, já foi dito e a hora é essa
O Tempo é de se integrar, abraçando o que ainda resta

Estou morrendo para o passado e nem anseio pelo futuro
minha Coroa tem brilho dourado e provo o néctar de um Amor Maduro.
...

(Chandra Lacombe)


Maria Elisete Shalom...
https://www.blogger.com/blogger.g?blogID=7044717980239285383#editor/target=post;postID=2463207915971600282

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica