Pesquisa

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Curcumina (Curry): O Tempero que Impede que o Flúor Destrua o seu Cérebro


O flúor é hoje encontrado em toda parte, desde antibióticos à água potável,  panelas antiaderentes, pasta de dente, tornando a exposição a esta substância tóxica inevitável. Mais uma razão para que a nova pesquisa comprovando que este tempero comum pode evitar danos do flúor seja tão promissora!
A neurotoxicidade do flúor tem sido objeto de debate acadêmico durante décadas, e agora é uma questão de controvérsia cada vez mais exaltada entre o público em geral também. Desde “teorias da conspiração” sobre ele ter sido usado pela primeira vez em água potável em campos de concentração russos e nazistas à lobotomia química em prisioneiros, de suas agora bem conhecidas propriedades de diminuir o QI, à sua capacidade de aumentar a  calcificação da glândula pineal  – o tradicional “assento da alma”- muitos ao redor do mundo, e cada vez mais nas regiões fortemente fluoretadas dos Estados Unidos, estão começando a se organizar em nível local e estadual  para derrubar este onipresente tóxico da água potável.
Agora, um novo estudo publicado na Pharmacognosy Magazine, intitulado “A curcumina atenua a neurotoxicidade induzida pelo flúor: Uma evidência in vivo“, adiciona suporte experimental para a suspeita de que o flúor é na verdade uma substância prejudicial ao cérebro, revelando ainda que um agente natural  derivado do Curry, o tempero natural, protege contra os vários efeitos danosos sobre a saúde associados com este composto tóxico.
O estudo é de autoria de pesquisadores do Departamento de Zoologia da Universidade College of Science, ML Sukhadia University, Udaipur, na Índia, que passaram a última década investigando os mecanismos pelos quais o flúor induz mudanças neurodegenerativas graves no cérebro de mamíferos, particularmente em células de hipocampo e córtex cerebral.
O estudo começa por descrever o cenário histórico sobre a preocupação com a toxicidade significativa e abrangente do flúor:
“O flúor (F) é provavelmente o primeiro íon inorgânico que chamou a atenção do mundo científico por seus efeitos tóxicos e agora a toxicidade do Flúor através da água potável é bem reconhecida como um problema global. Os relatórios do efeito sobre a saúde em matéria de exposição ao flúor também incluem vários tipos de câncer, atividades reprodutivas adversas, cardiovasculares e doenças neurológicas.
O estudo focou na neurotoxicidade induzida pelo flúor, identificando a excitoxicidade (estimulação do neurônio ao ponto de morte) e o estresse oxidativo como os dois principais fatores de neurodegeneração (degeneração dos neurônios). Tem sido observado que os pacientes com a condição conhecida como fluorose, manchas no esmalte dos dentes causadas por exposição excessiva ao flúor durante o desenvolvimento dos dentes, têm também mudanças neurodegenerativas associadas com uma forma de estresse oxidativo conhecido como peroxidação lipídica (rancidez). O excesso de peroxidação lipídica no cérebro pode levar a uma diminuição no conteúdo total de fosfolípido no cérebro. Devido a estes mecanismos conhecidos do fluoreto associado à neurotoxicidade e neurodegeneração, os pesquisadores identificaram o polifenol primário na especiaria cúrcuma (usado no Curry) – conhecido como curcumina – como um agente ideal que vale a pena ser testado como uma substância neuroprotetora. As pesquisas anteriores sobre a curcumina indicam que ele é capaz de se ativar como um antioxidante em três formas distintas pela proteção contra: 1) o oxigênio singlete 2) radicais hidroxila e 3) os danos dos radicais superóxidos. Além disso, a curcumina parece aumentar a produção de glutationa endógena no cérebro, um importante sistema de defesa antioxidante.
A fim de avaliar os efeitos neurotóxicos do flúor e provar o papel protetor da curcumina contra ela, os pesquisadores dividiram aleatoriamente os ratos em quatro grupos, por 30 dias:
1 - Controle (sem flúor)
2 - Flúor (120 ppm): o flúor foi dado na água de destilada e água potável, sem restrições.
3 - Flúor (120 ppm/30 mg/kg de peso corporal) + curcumina: uma dose oral de curcumina dissolvida em azeite junto com fluoreto na água potável
4 - Curcumina: (30 mg/kg de peso corporal)
A fim de determinar o efeito do tratamento, os pesquisadores mediram o teor de malondialdeído (MDA) nos cérebros dos diferentes ratos tratados. O MDA é um marcador bem conhecido do dano do stress/dano oxidativo.
Como era de esperar, o flúor (F) como único tratamento de grupo apresentou significativamente elevados níveis de MDA contra o grupo de controle tratado sem flúor. O grupo flúor + curcumina compreendeu níveis reduzidos de MDA comparado com o grupo que recebeu apenas flúor, demonstrando atividade neuroprotetora da curcumina contra a neurotoxicidade associada ao flúor.
O estudo concluiu que:
“Nosso estudo, portanto, demonstra que a dose única diária de 120 ppm de flúor resulta em aumentos muito significativos no POT [peroxidação lipídica, ou seja, a rancidez do cérebro], bem como alterações neurodegenerativas em neurônios de regiões selecionadas do hipocampo. A suplementação com curcumina reduz significativamente o efeito tóxico do flúor para perto do nível normal, aumentando a defesa antioxidante através da sua propriedade depuradora e proporcionando uma evidência de ter função terapêutica contra a neurodegeneração do stress oxidativo medido“.

Discussão
Isto está longe de ser o primeiro estudo a demonstrar as notáveis ​​propriedades de preservação cerebral da curcumina. Do ponto de vista da pesquisa primária isolada, há  mais de duzentos trabalhos de revisão por pares publicados, indicando que a curcumina é um agente neuroprotetor. Em nosso próprio banco de dados sobre a cúrcuma, temos 115 artigos que provam essa afirmação: a cúrcuma protege o cérebro. Temos também exposto estudos sobre a capacidade da cúrcuma em proteger e restaurar o cérebro:


Considerando os muitos insultos químicos que enfrentamos diariamente no mundo pós-industrial, a cúrcuma pode muito bem ser a erva mais importante do mundo, com mais de 600 aplicações na saúde baseadas em evidências.

Referências:
[I]  Bhatnagar M, P Rao, Saxena A, Bhatnagar R, Meena P, Barbar S. As mudanças  bioquímicas no cérebro e outros tecidos de ratos adultos jovens do sexo feminino a partir do flúor na sua água potável. Flúor. 2006; 39: 280-4. [lista de Ref]
[Ii]  Bhatnagar M, Sukhwal P, Suhalka P, Jain A, C Joshi, Sharma D. Os efeitos de flúor na água potável sobre os neurônios diaforase NADPH na parte frontal do cérebro de camundongos: Um possível mecanismo de neurotoxicidade do flúor. Flúor. 2011; 44: 195-9.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica