Pesquisa

quarta-feira, 6 de abril de 2011

ECONTRE O SEU DOM E VIVA INTENSAMENTE


Quanto mais viva a impressão, maiores serão as oportunidades de se lançar aos seus sonhos, aos seus objetivos, que estão relacionados ao seu "dom", e naturalmente viver intensamente e com muito mais satisfação.

A intensidade dessa impressão depende, ao mesmo tempo, de elementos de ordem objetiva e de elementos de ordem pessoal, das diversas situações que a vida vai te levar guiando sempre em direção a seu "dom". Se você escolher alguma coisa fora do seu "dom", poderá estar condenado a ser rico financeiramente, porém triste por não satisfazer os desejos pessoais da alma.

O elemento principal da vida é viver com amor e intensamente, procurando a satisfação da alma. Às vezes, pequenos fatos podem deixar uma lembrança, porque também ela está ligada a emoções e a satisfações. Neste momento, o "dom" dá o contato entre você e o contentamento.

Os sinais do seu "dom" muitas vezes aparecem na infância, porém, somente vem ser despertado mais tarde porque na época ficaram presos a complexos afetivos. Nesses casos você pode ter sido movido pelo medo, aos desejos dos mais velhos. Porém, mais tarde e com mais liberdade, estes e outros sinais vão voltar para ligar você ao seu "dom". É preciso manter-se ligado, fixado ao interesse e a atenção, isto é, a relação entre a experiência e a intuição, a orientação profunda da alma.

Arquivamos o que nos interessa e o que está de acordo com as nossas preocupações do momento, ou com as preocupações mais essenciais do nosso desejo, da nossa profissão. O artista decorador reterá determinado cartaz por ele percebido, o que o mais comum dos mortais mal verá. Repetidamente temos tendências levianas que favorece ou desfavorece a descoberta do "dom".

A meditação pode revelar a personalidade profunda, analisando as lembranças: procure qual o seu "dom" e siga as setas dos desejos da alma para viver uma vida intensa e satisfatória. Com a meditação, você vai saber qual o papel da atenção na fixação do objetivo. Fazer com que uma pessoa leia uma série de vinte e cinco palavras em três segundos: se estiver atenta, ao cabo de um determinado lapso de tempo, repetirá vinte e uma ou duas, corretamente. Se executar um movimento, pronunciar um som enquanto lê, a distração fará diminuir o número das palavras pronunciadas. O interesse e a atenção influem, pois, diretamente sobre a fixação. Bem, vendo por este ângulo, não se pode viver distraído, por conta de perder as oportunidades de descobrir e depois aprimorar cada dia mais o verdadeiro "dom".

A ligação natural entre os elementos da concentração e seu "dom" vai, com certeza, trazer melhor prazer a sua vida. Por fim, uma extensa aliança de fatos será arquivada com tanta facilidade e naturalmente ligada entre si. É privilégio de quem é organizado ter a facilidade da fixação no seu "dom". De posse do seu "dom" você poderá sentir a emoção se processar por associação e por reintegração dos elementos, a partir da visão ordenada da totalidade. Quando os dados da experiência facilitam a aquisição de lembranças ligadas e estruturadas. "O "dom" só se fixará se obedecer, no primeiro instante, às condições da alegria e realização do que se cria.

Assim, na memória da imaginação, as imagens fixam-se e conservam-se tanto melhor quanto forem, de um lado, ligadas entre si de maneira mais lógica e de outro, organizadas em emoções. Onde existe organização, a meditação é fácil, onde não existe, a meditação é difícil. Isto é o que ensina as milhares de pessoas que praticam a meditação e trabalha com seu "dom". O poder da meditação, em iguais condições, é proporcional a clareza da simplicidade e a precisão estrutural da intuição. Descobrindo e praticando o seu "dom" será fácil notar seu entusiasmo, sua alegria, sua dedicação, seu domínio sobre o "dom", ficando expressado em suas palavras em seu olhar.

A maneira pela qual você se prende ao todo tem grande importância. Um todo de elementos desorganizados não dará uma boa lembrança de cada um dos elementos. Pelo contrário, se os elementos se assinalam dentro do todo por um relevo, uma função própria, se o todo estiver bem estruturado, o "dom" é mais completo, mais rico.

Essas observações devem ser generalizadas; valem igualmente para os pensamentos meditativos. Retém-se facilmente o que se compreende, o que se pode concluir.

Quando um conjunto de fatos dos quais desejaríamos que acontecesse tem a unidade de uma aliança lógica com o "dom", forma ele um conjunto bem estruturado, que a meditação descobrirá facilmente as energias dos "dons" do próximo.

Quando encontramos e trabalhamos com o verdadeiro "dom", a vida fica muito mais intensa muito mais criativa e muito mais prazerosa, quando nos unimos ao "dom" vivemos na trilha da superação, da paixão. Muitas pessoas já realizadas financeiramente e com emprego assegurado pelo resto da vida, largaram tudo para viver o seu "dom" e encontraram o amor e a alegria de viver.

Viver! Este é o lema: colocando toda a emoção para fora, toda a alegria, todo o prazer; unindo-se à natureza, ao belo, rendendo-se aos sentimentos, deixando-se abrir ao "dom".

BNN


Maria Elisete Shalom...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica