Pesquisa

terça-feira, 21 de junho de 2011

Educare na América Latina




Educare na América Latina



É difícil dar conta da mudança revolucionária e silenciosa que está ocorrendo na América Latina, como em outras partes do mundo. Chama-se Educare, e nos convida a ser parte dele, a experimentá-lo. São tantos os países, as cidades e aldeias, são tantas as famílias e os corações. Nas próximas páginas, procuraremos guiá-los através desse milagre que está acontecendo aqui e agora: a Educação Sathya Sai em Valores Humanos.




Educare: o sistema de Educação Sathya Sai em Valores Humanos
“O homem deve conhecer a Suprema Verdade do Ser Único por trás de tudo o que existe, ou pelo menos conhecer a Verdade prática do Amor e da Irmandade. Esses dois pontos são os limites que a educação deve ter sempre em mente, o ponto de partida e a meta.”                                                                                                                                                                          Sri Sathya Sai Baba

A pedra angular filosófica da Educação Sathya Sai é o conceito de Educare. Sathya Sai Baba faz uma distinção entre o que se considera tradicionalmente como “educação” e o que ele chama de “Educare”. “Qual é o significado fundamental de Educação? A palavra deriva da raiz latina Educare, que significa ‘extrair o que está dentro’.” 
Os princípios que regem o termo Educare, como Sathya Sai Baba o utiliza, são:
 A divindade é amor, e é a corrente subjacente de todos os valores humanos. Educare traz à luz os valores humanos inerentes e os transforma em ação na vida cotidiana. O propósito da educação é levar uma vida plenamente humana e espiritual. O objetivo da educação é o caráter, e o caráter se manifesta como a unidade de pensamento, palavra e ação. Os princípios compreendidos no conceito de Educare se aplicam a todos.
Desde seu princípio na Índia ao final da década de 1960, a Educação Sathya Sai foi difundida em todas partes do mundo e é praticada por educadores em diversos cenários culturais. Em termos gerais, a Educação Sathya Sai pode ser classificada conforme as seguintes categorias:


As escolas primárias, as escolas secundárias (Colleges), os Institutos de Educação Sathya Sai (IESS) e a Universidade Sri Sathya Sai implementam a filosofia de Educação Sathya Sai em ambientes acadêmicos formais e de forma gratuita. Todas essas instituições receberam grandes elogios de lideres nacionais, autoridades educacionais, avaliadores independentes, do setor corporativo e de agências internacionais tais como as Nações Unidas. A Universidade Sri Sathya Sai na Índia foi considerada a “Joia mais preciosa” do sistema de educação universitária pelo corpo nacional de credenciamento mais alto da Índia (University Grants Comission). A razão desse sucesso é que a Educação Sathya Sai proporciona um modelo que combina a educação espiritual e secular, e alcança tanto a excelência acadêmica quanto a excelência de caráter nos estudantes. 


Escolas Sathya Sai na América Latina
As Escolas Sathya Sai aplicam Educare em seu Projeto Educativo Institucional e são supervisionadas pelo Instituto Sathya Sai de Educação em Valores Humanos. Todas as Escolas Sathya Sai do mundo seguem o currículo nacional e aplicam em seus alunos exames nacionais regulares nas diferentes etapas. Os resultados dessas avaliações mostram que o nível das Escolas Sathya Sai é de primeira classe.
Por exemplo, a Escola Sathya Sai de Toronto, Canadá, superou as expectativas estaduais no EQAO nas três áreas de Leitura, Escrita e Matemática. O resultado da Escola foi de 100 por cento em comparação com a média de 61 a 64 por cento para o Estado de Ontário. As Escolas Sathya Sai de Austrália, Índia, América Latina, África do Sul, Tailândia e Zâmbia registraram sucessos acadêmicos semelhantes. Na América Latina, a Escola Sathya Sai de Abejales, na Venezuela, foi declarada “Escola Rural Modelo” em 2004, apenas dois anos depois de sua fundação. O Ministério da Educação desse país levou em consideração a qualidade do ensino ministrado na Escola e, principalmente, as condições nas quais funciona e a forma de atender aos alunos. Na Argentina, o programa Educare foi declarado de Interesse Educativo e Cultural nas províncias de Buenos Aires, Mendoza, Misiones, San Luis e Salta.
O crescimento das Escolas Sathya Sai da América Latina foi rápido durante os últimos seis anos. Atualmente há um total de 14 Escolas Sathya Sai nos países listados a seguir:

Argentina • Escola Sathya Sai Mahatma Gandhi em Castelar, Buenos Aires

Brasil

• Escola Sathya Sai de Goiás
• Escola Sathya Sai de Pernambuco – Jaboatão, PE
• Escola Sathya Sai de Minas Gerais
• Escola Sathya Sai Ribeirão Preto, São Paulo
• Escola Sathya Sai de Vila Isabel, Rio de Janeiro

Equador 
• Escola Sathya Sai Bahía de Caráquez
• Escola Sathya Sai de Guayaquil

Guatemala

• Escola Sathya Sai - Guatemala

México

• Escola Sathya Sai Rayénari - Chihuaua
• Escola Sathya Sai de Cuernavaca

Paraguai

• Escola Sathya Sai “Gotas de Luz” 
de Assunção

Peru 
• Escola Sathya Sai de Valores
Humanos de Tiabaya - Arequipa

Venezuela

• Escola Sathya Sai de Abejales















Associações na Educação Sathya Sai na América Latina

A Educação Sathya Sai em Valores Humanos (ESSVH) não termina nas Escolas Sathya Sai. Na América Latina, há uma grande quantidade de escolas que se associaram à Educação Sathya Sai e a aplicam de diferentes formas. Atualmente, mais de 180 escolas latino-americanas públicas formam associações com os Institutos de Educação Sathya Sai, presentes na maioria dos países da região.
Essas associações florescem quando o diretor ou o administrador de uma escola deseja introduzir uma cultura de educação em valores humanos, muitas vezes devido a problemas como rendimento acadêmico pobre, problemas de disciplina, queda na frequência dos alunos e fracasso educacional em geral. Nesses casos, os níveis de motivação são elevados, e a vontade coletiva de todos os professores apoia o programa.
O compromisso dos Institutos com programas de ESSVH nas escolas da América Latina está classificado da seguinte forma:
• Escolas adotadas: escolas públicas ou particulares que solicitam o programa de ESSVH. Os professores dessas escolas são capacitados pelo Instituto de Educação Sathya Sai (IESS). Em alguns casos, o corpo docente do IESS ministra aulas junto aos professores regulares e, em outros, monitoram a forma em que os professores aplicam o programa.
• Escolas parcialmente adotadas: escolas públicas ou particulares nas quais um ou mais professores obtiveram o Diploma de IESS e utilizam a metodologia de ESSVH.
• Escolas piloto: escolas públicas selecionadas conjuntamente pelo Ministério da Educação e o IESS para desenvolver programas de ESSVH. O IESS capacita os professores e monitora o progresso de forma continuada.
• Escolas complementares: são escolas fora do horário de aulas regulares, para crianças e adolescentes de 5 a 15 anos. Funcionam de forma periódica (semanal ou diariamente) e são administradas totalmente pelo IESS ou por voluntários. Essas escolas estão fora do campo de ação do Ministério da Educação. A ESSVH é integrada a diversas aulas, como artes, teatro, dança, computação, jardinagem orgânica, cozinha, música, artesanato e apoio escolar. O pessoal docente está formado por voluntários e por professores profissionais remunerados.
• Escolas vocacionais: similares às escolas complementares, exceto que são para adolescentes maiores e para jovens normalmente com mais de 20 anos. Nessas escolas, a ESSVH é combinada com habilidades vocacionais básicas, por exemplo, leitura, escrita, cozinha, higiene, e o foco é colocado em preparar os alunos para trabalhos que requeiram habilidades simples.


Garantia de Qualidade
A Organização Sri Sathya Sai da região desenvolveu um plano sistemático para a garantia de qualidade das Escolas Sathya Sai baseado no SAI 2000 (um conjunto de normas sobre credenciamento e inspeção criado nesse ano). Por sua vez, as Escolas Sathya Sai são submetidas às exigências legais do Ministério da Educação e Secretarias regionais. Como se coloca nelas uma ênfase singular na transformação do caráter dos estudantes baseado na espiritualidade, a Organização Sri Sathya Sai assume o compromisso de monitorar a qualidade das Escolas.
O planejamento da garantia de qualidade das Escolas Sathya Sai na América Latina começou em 2002 com um Congresso de todos os Institutos Sathya Sai da região. Ali foram desenvolvidas orientações para a garantia de qualidade baseadas estritamente no SAI 2000, e foram designados inspetores qualificados que estão ativamente comprometidos na administração e na garantia de qualidade das Escolas em seus respectivos países. O propósito dessas inspeções é garantir que as Escolas Sathya Sai proporcionem excelência acadêmica e humana. 


O ambiente nas Escolas

O ambiente nas Escolas Sathya Sai é pacífico, amoroso e alegre. Observações desse tipo foram feitas por uma grande variedade de pessoas, incluindo funcionários de Ministérios da Educação em visitas de credenciamento, funcionários governamentais locais, pais, professores, diretores e pelos próprios alunos.
 “Visitar e recorrer as instalações do instituto é respirar tranquilidade e paz. Ali tudo é ordem e cada coisa está em seu lugar correto. Impecável desde a fachada até o último cantinho. Tem uma pequena horta que os próprios alunos, orientados por suas professoras, se esmeram em cuidar e manter. E em um dos espaços principais, próximo ao refeitório e à cozinha, está o salão que seus fundadores destinaram como local de meditação, e desde onde se promovem o amor e a não-violência humana, a plantas e a animais, como explicou Raquel Reinoso, coordenadora geral e representante em Abejales da Fundação Sai Baba, cuja sede principal está em Caracas”, escreve no jornal La Nación da Venezuela em um artigo de fevereiro de 2007.
Os relatórios das Escolas Sathya Sai em todo o mundo fazem eco da mesma atmosfera de paz e felicidade que reina em suas classes.


http://www.h2hlatino.org/educare-latinoamerica.php?idioma=por

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica