Pesquisa

sábado, 28 de maio de 2011

Om Asatoma - A prece desperta o lado devocional do homem. É a mais alta forma de comunicação entre o homem e o Criador



Asatoma Sadgamaya





A prece desperta o lado devocional do homem. É a mais alta forma de comunicação entre o homem e o Criador. Ela pode ser kayika - feita através de ações fisicas, como rituais, por exemplo; vacika - oralmente, através da entoação de cânticos ou preces ou manasa - repetição de mantras ou preces mentalmente. Pode ser feita para aquisição de objetos, por cura , pela clareza de mente, etc. Porem, ela atinge o seu mais alto propósito quando é feita para a aquisição do auto conhecimento, por uma vida comprometida com a compreensão de nossa Verdadeira Natureza como idêntica ao Criador, exatamente como está expresso na prece apresentada acima.
Porem seja qual for o tipo de prece ou forma como ela é feita o ponto fundamental é a atitude do devoto, a entrega, a verdade, a humildade diante do Todo.


asatoma ... é uma prece da Brhadaranyak Upanisad, incluída entre os mantras da cerimônia de adoração da Lâmpada (diparadha) e também nos Versos de Paz conhecida como Svastipathah.
Vamos examiná-la sob o ponto de vista do Sânscrito, mergulhando na análise de suas palavras , na sua construção e principalmente na sua mensagem de entrega e devoção .


asato


asatah . Sat, significa Verdade, Existência, Aquilo que é Eterno. Em sânscrito, o "a" breve prefixado a uma palavra indica "ausência de", Asat portanto ê "não verdade", "o que não é Eterno". asatah, 5º caso de asat , significa "a partir da não verdade". asatah tornou-se asato, pela regra de sandhi que diz: "ah" (visarga precedido de "a") e seguido de consoante sonora deve ser substituida por "o".


ma ou mam - 2º caso (objeto direto) do pronome asmad (1ª pessoa) - me
sat – 2º caso (objeto dir, por causa do verbo que indica movimento (ir, levar), que pede 2º caso, "para a verdade". sat tornou-se sad, por causa da regra de sandhi que diz que consoante surda antes de consoante sonora deve ser substituida pela sonora de sua classe)
gamaya (forma Causal da raiz verbal Gam, ir, no Modo Imperativo, na 2ª pes sing, "que Você cause ou faça ir"


tamaso ma 

tamasah – tamas, escuridão; tamasah (5º caso) a partir da escuridão (da ignorância)
tamaso, mesma regra aplicada em asatah
ma – me


jyotih – jyotis, luz (por causa do verbo - ir, levar-que indica movimento, está no2º caso) jyotih "para a luz" (do Conhecimento). Outra regra de sandhi de vogal aparece em “jyotirgamaya". A regra diz o seguinte: "quando visarga (h) for precedida de qualquer vogal exceto "a" ou "a", e seguida de consoante sonora ou vogal, deve ser substituida por "r", por isso "jyotirgamaya".
gamaya - que Você cause ou faça eu ir; leve (me)


mrtyorma amrtan gamaya

mrtyoh - mrtyu no 5º caso (a partir de) da morte (sentimento de limitação). Tornou-se mrtyorma, pela mesma regra de jyotih
ma - me
amrtan – mrta = mortal, aplicando-se a mesma regra da prefixaçao do "a" breve, torna-se amrta, imortalidade (Liberação, ilimitação) declinada no 2º caso -amrtan
gamaya - que Você cause ou faça eu ir; leve (me)


om santih santih santih 


om - Causa e base da Criação. Indica auspiciosidade no começo de preces e estudos
santih - significa Paz .
Cantada três vezes indica a remoção de três tipos de obstáculos:
adhidaivika – fenômenos atmosféricos
adhibhautika – obstáculos no meio ambiente: em casa, no trânsito, no trabalho, etc
adhyatmika - obstáculos na própria pessoa: distração mental, sono, doença, etc
Na repetição da palavra santih temos também outro sandhi de Consoante, empregado somente na pronúncia: "sempre que uma palavra terminar com visarga e for seguida de palavra começada com "s", "s" ou "s", na pronúncia, o som do visarga e substituído pelo som do "s". Por isso pronúncia-se "santissantisantih".


Então temos a tradução:


“Leve-me (dando-me o Conhecimento) da não verdade para a Verdade;
da escuridão (da ignorância) - para a Luz (do Conhecimento);
da mortalidade (sentido de limitação) para a Imortalidade (liberação da ignorância sobre mim mesmo).

 OM Paz, Paz, Paz



Amorosamente Maria Elisete

Shalom...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica