Pesquisa

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Sadhana ou Disciplina Espiritual...O Caminho Interior

5. O indivíduo só consegue plenificar-se através do serviço aos outros ( que vale como uma expansão no universal ). A disciplina espiritual ( sadhana ) tem de alargar a visão , ampliar a experiência e entusiasmar o jivatma ( a alma individual ) para mergulhar no Paramatma, a Alma Universal.

6. Mas a pergunta é feita: Então, por que Ele não é visto?’’Bem, Ele é como manteiga no leite. Ela está em cada gota. Se quiser ver a manteiga, certos processos têm de ser realizados: ferver, coalhar, bater etc. Assim também, mediante certas disciplinas espirituais, como a de repetir o Nome (de Deus) na língua. Aquele que mora no coração pode ser experienciado como o Real.

7. Da experiência dos santos e sábios você pode reconhecer que a alegria obtida do mundo externo é infinitesimal quando comparada como a Bem-aventurança que se alcança com a disciplina espiritual (sadhana). Para conquistar a Bem-aventurança, o sadhana, pleno de renuncia (vairagya), é essencial. Quando se faz uma sonda para puxar água das entranhas da terra, o cano deve ser protegido contra a entrada de ar, tanto que o líquido possa subir. Se penetrar alguma parte do ar, a subida se torna inviável. Assim também, certifique-se de que coisas mundanas não estraguem seu sadhana. O Amor Divino (prema) não crescerá se os prazeres sensórios ou o orgulho pessoal invadirem a mente.

8. Há três coisas a conversar na mente: ‘‘não pensarei em outra coisa senão em Deus’’: ‘’nada chegarei a fazer sem a permissão de Deus’’:e ‘’manterei minha atenção completamente fixada em Deus’’.
9. Você reclama que seu vizinho iniciou a disciplina espiritual há dois anos somente, enquanto você a tem mantido durante vinte anos, e não obstante, ele já está desfrutando felicidade, enquanto você permanece infeliz.
Você se ressente porque, embora vindo a Mim desde há muitos anos, eu chamo para perto exatamente aqueles que só recentemente vieram. Suas reações o induzem ver nisto injustiça e parcialidade. A resposta no entanto se encontra no passado, do qual você não tem conhecimento.Vinte golpes de martelo foram dados por um homem sobre um pedregulho, mas o pedregulho resistiu. Um outro veio a seguir e , em seu segundo golpe, partiu o bloco. O homem que deu as vinte marteladas está desapontado, e o segundo, exultante. O pedregulho arrebentou, no entanto,como resultado dos vinte e dois golpes, por efeito cumulativo. A pessoa que está a seu lado tem a seu crédito vinte anos de sadhana armazenados até o nascimento presente. Quanto a você, sua natureza e predileções são confeccionadas pelo modo como amou, se conformou se alimentou e lutou, na longa série de vidas que já teve.

10. Mas, o asharam dharma e o varna dharma (os códigos de conduta moral prescritos, respectivamente, para os quatro estágios da vida e para as quatro castas) de maneira alguma impedem fixar a mente em Deus ou purificá-la, expulsando o mal, ou adorar o Senhor através de todas as ações, palavras e pensamentos. As distinções de sexo, status ou estágios da vida afetam somente aqueles que vivem considerando o corpo como Realidade, e que agem como se o mundo fosse absoluto e eterno.

11. A casta, sem caráter, nada significa – é simples rótulo vazio. A disciplina espiritual (sadhana),sem o fundamento do caráter, é como o vagar de um homem cego. Moralidade, virtude e caráter são vitais. Sobre a base formada por eles, se o sadhana for praticado de acordo com o esquema prescrito para o caminho que se elegeu, consegue-se a vitória segura. Mas você não pode esquecer de uma advertência essencial: não deve dar lugar à indolência, somente porque o nascimento (jati) não é importante.Os padrões morais (niti) são concordes com o nascimento (jati) também; e assim, para fomentá-los, a consciência de jati é valiosa, é importante.Mas, se através do mérito acumulado de nascimentos anteriores, se dispõe do tesouro da bondade e da virtude, então não se precisa ligar muita importância ao jati.Só os que praticam Yoga em nascimentos prévios, e, mesmo assim, não lograram completar o processo, nascerão com esse tipo de excelência.A principal coisa é adquirir o niti ( padrão moral),que é prescrito para jati(o nascimento);melhorar o jati com o niti e tornar-se apto e pleno,com um alto status na vida.Para avançar alguma distância no caminho do sadhana e da espiritualidade, tanto o jati como o niti ajudarão.Os gunas(qualidades)devem ser sublimados através dos dois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

MÃE DIVINA





Minha mãe minha rainha
Foi ela que me entregou
Para mim ser jardineiro
No jardim de belas flores
No jardim de belas flores
Tem tudo que procurar
Tem primor e tem beleza
Tem tudo que Deus me dá
Todo mundo recebe
As flores que vêm de lá
Mas ninguém presta atenção
Ninguém sabe aproveitar
Para zelar este jardim
Precisa muita atenção
Que as flores são muito fina(s)
E não podem cair no chão
O jardim de belas flores
Precisa sempre aguar
Com as prece(s) e os carinhos
Ao nosso pai universal

- Mestre Irineu-






OM - BHUR BHUVA SWAH
TAT SAVITUR VARENAYAM
BHARGO DEVASYA DHIMAHI
DHIYO YO NAH PRACHODAYAT

Em um mundo melhor,
a lei natural é a do amor.
Em uma pessoa melhor,
sua natureza também é amorosa.
O amor é o princípio
que cria e sustenta as relações humanas,
O amor espiritual leva ao silêncio,
e esse silêncio tem o poder de unir,
orientar e liberar as pessoas.
E mais, quando o seu amor é aliado à fé,
cria uma forte estrutura para a iniciativa e a ação.
Lembre-se: o amor é um catalisador para mudanças,
desenvolvimento e conquistas.

Por Brahma Kumaris






Encontre mais músicas como esta em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica